Planejamento Financeiro – Definição, Objetivos e Importância

Tempo de leitura: 4 minutos

Se você quer se livrar das dívidas em 2020, realizar sonhos e alcançar objetivos, precisa fazer um bom planejamento financeiro. 

Infelizmente, no Brasil, a educação financeira não é cultural. Mas se você é prevenido e se preocupa com situações inesperadas, como a perda do emprego e problemas de saúde, sabe que o planejamento é essencial para uma vida sem restrições. 

O que é planejamento financeiro?

Planejamento financeiro é a organização das finanças pessoais seguida da definição de estratégias, tanto para a proteção das suas necessidades – previsíveis ou não -, quanto para facilitar e prevenir a realização de objetivos e sonhos, em curto, médio e longo prazo. 

Com as metas financeiras alcançadas você consegue quitar dívidas, comprar uma casa, fazer a viagem dos seus sonhos ou multiplicar seu patrimônio. 

Por que é importante?

O plano financeiro é um processo de definição de objetivos, políticas e procedimentos referentes às suas atividades financeiras. Isso garante investimentos eficazes e que não fujam da sua realidade. 

O planejamento ajuda a garantir um equilíbrio razoável entre a saída e a entrada de fundos. Assim, sua estabilidade estará garantida. 

Com um bom plano você conseguirá analisar e definir seu esforço, investimento, trabalho e tempo para conseguir seus objetivos. 

Com a economia em involução, as dificuldades do país e a Reforma da Previdência, é fundamental que você tenha em mente que precisará de um plano para não passar adversidades no momento que mais precisar, na velhice. 

Afinal, você não quer uma vida de privações e inconstância, não é mesmo?

Quando fazer um planejamento financeiro?

Não tem uma data certa, você só precisa começar. Quanto antes, melhores serão os resultados 

Mas cuidado! Não pense que é um processo rápido. Uma estratégia definida para uma semana ou um mês não adianta nada. Um planejamento deve ser pensando no longo prazo. 

Assim, você entende como fazer seu dinheiro trabalhar a favor das suas metas.

Se quer alcançar o sucesso, precisa começar com um bom diagnóstico da sua situação atual. Além de outras dicas, que você verá abaixo.

Como fazer um planejamento financeiro?

O plano financeiro deve ser um processo contínuo, além de abranger uma série de cuidados para que tudo saia como o desejado. 

A organização é uma das exigências básicas se você quer ter um bom planejamento e controle financeiro. 

Para aonde vai o seu dinheiro?

Você não pode criar um plano financeiro sem saber para aonde vai o seu dinheiro. Documentar os seus gastos te ajudará a ver quanto você precisa, mensalmente, para cobrir as necessidades e quanto resta para economizar e investir. 

Uma boa maneira é analisar os extratos do seu cartão de crédito. Eles são um histórico completo dos seus gastos. 

Se suas despesas variam muito, conte os gastos em cada categoria de um ano inteiro e depois divida por 12. Assim, você obterá uma estimativa mensal média dos seus gastos. 

Analise, também, quanto você gastou ao longo de um ano em despesas básicas como moradia – aluguel ou financiamento -, juros de cartão de crédito, escola do seu filho e até móveis para sua casa.  

O primeiro passo é querer mudar, depois é organizar e analisar suas despesas fixas. Escola dos filhos, supermercado, aluguel, academia, anote tudo e retire o total do seu rendimento. 

Você deve separar esse valor todos os meses, ele é um custo fixo. Não mexendo nesse montante você consegue distinguir o que pode gastar ao longo do mês e, dessa forma, evita entrar no vermelho.

Veja os 8 passos para ter sucesso no seu Planejamento Financeiro
https://materiais.v10i.com.br/ebook-planejamento-financeiro

Organize seus gastos 

Você pode organizar seus gastos de várias maneiras, usando planilhas, aplicativos, ou até mesmo um caderno simples. Não tem desculpa, é só começar!

Caso opte por fazer o controle utilizando uma planilha, saiba que existem modelos prontos. Alguns, inclusive disponibilizam gráficos para que você consiga visualizar a evolução dos seus gastos e receitas. 

Pode ser que você ache melhor usar um aplicativo para seu controle financeiro. Não tem problema! 

Essa ferramenta é tão simples quanto uma planilha. Na loja de aplicativos do seu smartphone é possível encontrar opções gratuitas e pagas para te ajudarem na organização das suas finanças. 

Mas não se esqueça, em qualquer opção que você escolher, é muito importante detalhar muito bem suas despesas e receitas. Evite usar colunas como “Outros”, por exemplo. Você precisa saber para quais gastos o seu dinheiro vai. 

Recomendamos que dedique 50% do seu salário para atender às necessidades (custos fixos), 30% para os desejos (refeições, roupas e diversão) e 20% para o pagamento de dívidas e para os investimentos. 

Estabeleça prioridades

O núcleo de um plano financeiro são os objetivos bem definidos. Os objetivos podem ser a compra de uma casa, abertura de um negócio, pagar a faculdade do seu filho, ou até mesmo sua aposentadoria. 

Entenda o que você quer que venha primeiro. Como você quer que sua vida seja daqui a 5 anos? E daqui a 10, 20 anos? As crianças estão na foto? Você quer comprar uma casa maior? Quer fazer mais viagens com sua família? Como você quer que seja sua aposentadoria?

Objetivos definidos inspiram a concluir os próximos passos e te dão foco enquanto você trabalha para tornar essas metas reais. 

Ninguém pode lhe dizer como priorizar esses objetivos. No entanto, um planejador financeiro profissional pode ajudá-lo a escolher um plano detalhado de economia e investimentos específicos que ajudarão você a conquistá-los.

Prepare-se para emergências

Uma das bases de um bom planp financeiro é guardar dinheiro suficiente para cobrir pequenas emergências e reparos. Assim, você se previne e evita que uma conta inesperada acarrete dívidas no cartão de crédito. 

Ataque dívidas tóxicas

Quite as dívidas com juros altos, como saldos de cartão de crédito, empréstimos com títulos e pagamentos de aluguel. 

Muitas vezes as taxas de juros são tão altas que você acaba pagando duas ou três vezes o valor emprestado. 

Invista para aumentar suas economias

Investir parece algo apenas para pessoas ricas ou para quando você está estabelecido em sua carreira e família, certo? Errado!

Investir pode ser tão simples quanto abrir uma conta no banco. 

Clique aqui e tenha seu planejamento financeiro desenvolvido por especialistas em investimentos!

Monitore seus investimentos

Criar um plano e construir um portfólio pode ser desperdiçado caso você não o monitore periodicamente. É essencial que você faça uma revisão para analisar o progresso em direção às suas metas e tomar, se necessário, medidas corretivas. 

Seguindo cada uma das etapas você está construindo uma proteção para você e sua família, prevenindo contratempos financeiros. A medida que sua carreira avançar, melhore seus investimentos financeiros.